quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Séries | #5 - How to get away with murder

Olá Olá, desde os Emmys que estou para fazer este post. Primeiro, porque adoro a série e segundo porque para além de gostar bastante da Viola Davis achei o prémio mais que merecido. 



Esta é uma das minhas séries favoritas, adorei desde o inicio e fiquei logo viciada. E, como é óbvio, estou super curiosa para ver a 2º temporada. Melhor que isto, foi saber que a Viola Davis ganhou o Emmy de melhor actriz. Para mim, muito bem ganho e ainda melhor que isso só mesmo o discurso que foi feito na entrega do mesmo. 




"In my mind, I see a line. And over that line, I see green fields and lovely flowers and beautiful white women with their arms stretched out to me, over that line. But I can’t seem to get there no how. I can’t seem to get over that line.’

That was Harriet Tubman in the 1800s. And let me tell you something: The only thing that separates women of color from anyone else is opportunity.

You cannot win an Emmy for roles that are simply not there. So here’s to all the writers, the awesome people that are Ben Sherwood, Paul Lee, Peter Nowalk, Shonda Rhimes, people who have redefined what it means to be beautiful, to be sexy, to be a leading woman, to be black.

And to the Taraji P. Hensons, the Kerry Washingtons, the Halle Berrys, the Nicole Beharies, the Meagan Goods, to Gabrielle Union: Thank you for taking us over that line. Thank you to the Television Academy. Thank you."


O que dizer sobre este discurso? Para além de bem dito (o suficiente para não ser mal interpretada)  acho que até tem razão, pois apesar de já existirem mais e variados papeis (vá alguns..) também não temos assim uma enorme panóplia de actores que marquem a diferença em relação ao estereotipo de beleza. Podemos aplicar não só a pessoas de cor (como diz a actriz) mas a várias culturas e etnias vá, desde o chinês ao muçulmano. Há pouquíssimos! Será que há falta de procura também? Ou resume-se apenas a falta de oportunidades? Também poderá ser falta de interesse do público? 

Aliás, qual é a vossa opinião? A vosso ver ainda há alguma discriminação em relação à escolha e formação de papeis ou será que estamos ainda tão vincados num certo estereotipo de beleza que impede que haja mais variedade na tv e cinema em geral? 
Eu faço uma observação simples para que não me interpretem mal: Porque é que vemos os desenhos animados da Disney com tanta variedade, princesas de todas as etnias mas nos programas para adultos (assim, coisas sem ser desenhos animados) não temos tanta variedade? Ora aí está!
E vocês? O que têm a dizer sobre isto? Digam de vossa justiça eheh
Beijinhos, Jéss!